Guia dos tipos de máscaras

Quando o equipamento CPAP funciona, ele fornece o ar pressurizado da máquina através de um tubo (chamado circuito) e se conecta ao rosto por uma máscara. A função da máscara é criar uma vedação hermética para que a pressão permaneça a mesma enquanto passa pelas vias aéreas até os pulmões.

Usar uma máscara de CPAP pela primeira vez pode ser completamente antinatural, especialmente quando você sente a pressão de ar ofertada pelo aparelho (pode parecer sufocante), além disso a máscara pode aparentar apertada e desconfortável, principalmente se você escolheu a máscara errada para seu rosto ou o ajuste for inadequado. Não se deixe levar pela primeira impressão, continue a adaptação que você passará por este desafio.

A máscara de CPAP é comumente usada na boca, nariz, nariz e boca ou na base de cada narina.

Temos os seguintes tipos de máscaras:





Prong/ Pillow






Nasal





Híbrida (oronasal)






Facial


Máscara Prong/Pillow

A pillow nasal é a máscara menos invasiva e sua superfície de contato fica no orifício nasal, seu volume é pequeno e de boa vedação, apresenta grande campo visual (você consegue ler ou assistir TV facilmente). Se você precisar de altas pressões de tratamento esta provavelmente não será a melhor escolha.

 

Máscara nasal

A máscara nasal cobre todo ou a metade inferior do nariz, é fixada por tiras (normalmente de 4 pontos) na armação da máscara, seu volume normalmente é pequeno, menos claustrofóbico e de fácil vedação, apresenta bom campo visual (você consegue ler ou assistir TV).

 

Máscara Facial

A máscara facial engloba o nariz e a boca, apresenta forma triangular, é fixada por tiras (normalmente de 4 pontos) na armação da máscara, seu volume normalmente é grande, com regular campo visual. Está é uma ótima opção para pacientes que respiram pela boca ou utilizam altas pressões de tratamento. Outra indicação é para pacientes que apresentam desconforto respiratório (Insuficiência Respiratória) e necessitam de CPAP ou BIPAP.

 

Máscara facial híbrida

Fornece a funcionalidade de uma máscara facial com muito menos volume, sua superfície de contato engloba os orifícios nasais e a boca, o campo de visão é claro, não apresenta suporte na testa.

 

Máscara facial total

Apresenta grande forma oval, engloba todo o rosto (nariz, boca e olhos), é fixada por tiras em 4 pontos, seu volume é grande. Ideal para pacientes com alguma condição facial que impeça o uso de outro tipo de máscara ou insuficiência respiratória. 


Problemas comuns

Marcas vermelhas:  se você estiver com marcas vermelhas no rosto, provavelmente é porque a máscara está muito apertada. Tente afrouxar as tiras e veja se você ainda tem uma boa vedação. O ajuste deve ser firme, mas não apertado demais. Caso contrário, considere procurar uma nova máscara.

 

Nariz e boca secos:  se você achar que o nariz ou a boca estão secos devido a terapia, utilize o umidificador (presente nos aparelhos mais modernos de CPAP). Se já está usando umidificador podemos ajustar o nível de umidificação. O aumento da umidade de um umidificador de CPAP proporcionará conforto e resolverá qualquer problema de desidratação.  Caso você seja um respirador bucal (você respira pela boca enquanto dorme) uma opção é a utilização da tira de queixo (mantém a boca fechada enquanto dorme). Embora possam não parecer confortáveis, muitas tiras de queixo são feitas de material macio e elástico para que você obtenha todo o suporte sem nenhum desconforto. Em último caso opte por uma máscara facial, para que você ainda possa obter todos os benefícios da terapia de apneia do sono enquanto ainda respira pela boca.

 

Obstrução nasal:  a obstrução nasal dificulta a adaptação ao CPAP e torna difícil o seu uso, se este é o seu caso sugerimos que você entre em contato com o seu médico para que possa utilizar alguma medicação descongestionante, além disso você deve fazer higiene nasal e dos seios paranasais com soro fisiológico todos os dias em que sentir a obstrução nasal, outra saída é tentar dormir de lado (pode facilitar a respiração), caso todas essas medidas não sejam suficientes sugerimos a utilização de máscara facial.

 

Sensação de claustrofobia:  caso você sinta sensação de sufocamento ou angústia, provavelmente está com claustrofobia da máscara, neste caso sugerimos a pillow nasal ou máscara nasal (menor volume); podemos optar também por ajustar o tempo de rampa, o recurso tempo de rampa inicia com pressão de tratamento baixa e aumenta gradualmente até o nível de pressão estipulado, por um período de até 45 minutos, isso permite que você pegue no sono sem sentir desconforto. Isso reduzirá a sensação de pressão e consequentemente sufocamento.


Vazamento de ar ao redor da máscara:  se você perceber algum tipo de vazamento (que não pelos orifícios exalatórios da própria máscara), tente apertar as tiras gentilmente para melhor vedação (não aperte demais – risco de lesão de pele), outro cuidado é com a posição da máscara em relação ao travesseiro, caso esteja tracionando a máscara pode não vedar adequadamente, se isto não for suficiente você pode optar por um travesseiro específico para CPAP/BIPAP (projetado para acomodar o formato da sua máscara de CPAP). Por último se ainda assim não solucionou o problema, recomendamos que você tente um tamanho diferente da mesma máscara ou uma máscara totalmente nova.

 

Dor na gengiva ou dentes:  certos tipos de máscaras nasais podem pressionar o lábio superior e causar dor ou ferimentos na gengiva ou dentes. Dentes doloridos também podem ser um sinal de que sua máscara nasal pode estar muito apertada. Tente afrouxar a máscara e veja se ela não pressiona seus dentes ou gengiva. Outra opção é utilizar uma máscara híbrida (nariz e boca) ou facial.

 

Gases intestinais e desconforto abdominal:   gases intestinais e distensão abdominal são efeitos colaterais do uso de CPAP conhecido como aerofagia (condição na qual a pessoa engole ar durante a terapia). Ajustar a pressão do CPAP ou tentar um estilo diferente de máscara pode ser a saída, outra solução é a utilização de medicamentos para eliminar os gases (consulte seu médico).